A contabilidade dos clubes de futebol

Uma área extremamente complexa e que exige um grande conhecimento da legislação tributária.

No Brasil, os clubes de futebol são obrigados a seguir uma série de regras e normas estabelecidas pela legislação tributária. Essas regras incluem, por exemplo, a cobrança de Imposto de Renda sobre os rendimentos gerados pelo clube.

Hoje, muitos clubes de futebol brasileiros enfrentam um cenário financeiro complexo, no qual se destaca a existência de uma elevada dívida. De acordo com pesquisa da consultoria Sportsvalue, os maiores clubes do país têm uma dívida superior a R$ 10,2 bilhões.

Esse montante é resultado de débitos com o governo, bancos e até mesmo com os próprios atletas. No Brasil, grande parte dos clubes de futebol são formalizados como entidades associativas, sem fins lucrativos, criadas a partir de um estatuto feito pelos próprios fundadores, o que gera como consequência um sistema que dificilmente consegue implementar regras e limites de governança, bem como adequar níveis de profissionalização dos gestores.

Além disso, essa situação tem prejudicado o desempenho dos times dentro das competições. Isso porque os gastos excessivos têm comprometido as finanças e limitado as possibilidades de investimento nos jogadores. Diante desse cenário, é urgente que os dirigentes dos clubes adotem medidas para reverter essa situação.

Os clubes de futebol também devem pagar Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os produtos que comercializam, como ingressos, camisas e outros produtos licenciados.

Outro imposto que os clubes de futebol precisam pagar é o Imposto Sobre Serviços (ISS), que incide sobre a renda gerada pelos serviços prestados. Esse imposto é recolhido pelos municípios onde os clubes estão sediados.

A lei 14.193/sancionada em 6 DE AGOSTO DE 2021 busca a profissionalização da gestão dos clubes de futebol brasileiros, permitindo a entrada de investidores na sociedade anônima esportiva (SAF). Com isso, pretende-se reverter o quadro atual, em que os clubes estão à mercê das dívidas e sem condições de investir nas categorias de base do esporte.

Os principais objetivos da SAF são viabilizar o acesso aos recursos necessários à manutenção das atividades esportivas e reduzir as dívidas dos clubes. E é exatamente nesse ponto que a contabilidade assume uma de suas mais importantes tarefas, conferindo organização, critério, clareza e legalidade, mostrando para a sociedade a realidade dos ativos, passivos, receitas e despesas de cada clube. Além disso, a medida pretende tornar os clubes mais competitivos internacionalmente e estimular o crescimento do futebol brasileiro.

Estamos aqui para ajudar. Conte com nossos especialista da JFolador Contabilidade, para ajudar seu clube a vencer na sua gestão contábil.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × um =

NÓ ENTRAREMOS EM CONTATO COM VOCÊ!

Ex: (41)9988-87888

Experiência, ética e uma grande estrutura pronta para facilitar a sua vida.

Investimos em estrutura e capacitação para poder oferecer à sua empresa o que você mais precisa: facilidade e tranquilidade no seu dia a dia.

  • Mias de 30 anos de experiência em gestão contábil;
  • Presença em 9 cidades;
  • mais de 250 clientes atendidos;
  • 300 colaboradores e parceiros à sua disposição;
  • Motoristas para entregar e receber documentos.
Assessorar e executar as informações para tomadas de decisões e gestão corporativa de nossos clientes, prestando serviços com qualidade e comprometimento, valorizando os talentos internos e priorizando excelência no atendimento.
Ser a contabilidade modelo em Curitiba e nível nacional, buscando inovações tecnológicas objetivando agilidade no atendimento e desenvolvimento dos processos nas áreas contábil, fiscal, societário e RH.
  • Confiança;
  • Transparência;  
  • Ética Profissional;
  • Segurança e Transparência;
  • Comprometimento e Respeito;
  • Pontualidade e Assiduidade;
  • Respeito e Responsabilidade;
  • Coerência.

Nossa História

Uma tradição em família que se multiplica em diversas empresas e gerações da família Folador.

O casal Hermegildo e Maria naturais de Erechim – RS, constituíram uma família com 13 filhos, ele agricultor e empresário, era quem estruturava e controlava seus registros contábeis com notável diligência.

A partir dessa experiência a maioria de seus filhos descobriram sua vocação; Jacir Folador identificou-se com as questões de cuidado e zelo patrimonial, herdadas de seu pai. Hoje bacharel em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), casado pai de dois filhos. Em 1982, com apenas 21 anos já formado e com registro no CRC, iniciou seu próprio escritório contábil firmando-se no mercado. Com o passar do tempo a experiência, trouxe novos conhecimentos ampliando suas vontades empresariais.

Todo o seu trabalho desenvolvido com seriedade e competência geraram reconhecimento na classe contábil, destacando a importância da contabilidade na gestão empresarial e nas tomadas de decisões administrativas e no crescimento das empresas. Hoje conta com uma equipe altamente capacitada nas áreas Contábil, Fiscal, Empresarial e Rh, proporciona aos seus clientes, todos os procedimentos para o melhor desenvolvimento do seu negócio, tem sempre em mente que o sucesso de seus clientes é o que justifica sua vocação.